Moda como Ponte

Por Samara Soriano, .
Moda como Ponte 3

Para além de todas as questões sociais e históricas que indiscutivelmente permeiam o tema, o que mais me interessa na moda é o seu potencial criativo e seus impactos na rede que trama todo e qualquer indivíduo. Não se trata, pois, de mera alegoria, mas de construir identidade, definir iconografias próprias, situar-se no mundo, figurar-se e criar memória. Vestígios para quando ausente.

Acredito na moda como ponte. Meio de apresentação, autoaceitação e reafirmação! Expressão de personas, conector de universos [por vezes paralelos], intermediador de conceitos, tradutor de idiomas. Me encanta a moda livre de regras, de tendências, de gênero, de budget. Moda atemporal, aliada, vazia de preconceito e cheia de [ins]piração. Moda que transcende o lugar de objeto. Que respeita toda e qualquer diferença, porque entende o valor da multiplicidade e a ela agradece. [aliás, palavra da moda: diversidade]

Moda como Ponte

Ontem chegou ao fim mais uma maratona de semanas de moda. Nas principais passarelas de Nova Iorque a Paris, passando por Londres e Milão, variedade já há muito deixou de ser questão. Dentro e fora dos shows. Cores, formas, texturas, comprimentos, ritmos, humores, etnias… Grandes espetáculos que alimentam muito mais do que o guarda-roupa. E eis aí a chave: informação é gratuita e criatividade, prática. Então, observa, digere e transforma, porque melhor do que já ter pronto, é imprimir nossa autenticidade no que nos é acessível ao bolso e principalmente à alma. Como bem disse Coco [garota esperta!], a moda está no céu, na rua (…) Complemento: na vida!

Portanto, gosto de moda enquanto cultura. Que me representa, que argumenta. Roupa que fala por mim, que abre espaço para enxergarmos cores mil no mundo e sermos, por nós mesmos, paletas infindáveis de matisses. Moda que colabora na construção do que se é porque o contrário, aliás, é muito fora de moda!

Moda como Ponte 2

S2,

Bem vind@!

  1. Ótimo trabalho, Sam! Parabéns!

  2. SUELI SORIANO

    Maravilha!

  3. Mais um texto impecável! Orgulho

Hey Jude,

Talvez você goste destas aqui também: